Pesquisar neste blogue

13.2.06

Neville Chamberlain nunca mais.

Não faz sentido analisar a questão dos cartoons dinamarqueses isoladamente. Não se trata de analisar se são de bom ou mau gosto; se cabem ou não nos limites da liberdade de expressão. Porque os cartoons são um episódio que pertence a um todo muito mais vasto ao qual, provavelmente um dia será dado o nome de 3ª Guerra Mundial.
Seja assim ou não, o facto é que tanto os cartoons, como as reacções no mundo maometano não acontecem por acaso. Existe actualmente uma radicalização de posições e um ódio cada vez mais feroz da civilização islâmica contra a civilização judaico-cristã.
O mais grave, contudo, é a dificuldade que alguns sectores do mundo ocidental demonstram em não perceber que de facto existem forças fanáticas muçulmanas determinadas em destruir-nos, bem como a nossa civilização, independentemente das atitudes tomadas por nós.
A propósito dos tais cartoons, é espantoso como foi possível alguns sectores importantes do nosso lado terem tido a atitude de condenar os cartoons, colocando-se numa posição claramente pró-muçulmana.
Trata-se de não ter a mínima noção daquilo que se é, ou do lado a que se pertence, independentemente de se achar que as caricaturas são ofensivas. Algumas declarações são tão bizarras, como bizarro seria judeus possuirem simpatia pelo nazismo.
Depois das Torres Gémeas, dos atentados de Madrid e Londres, o que será necessário acontecer mais para se perceber que os muçulmanos estão em guerra connosco ?
Loading...