Pesquisar neste blogue

21.1.02

A Barreira
Existe uma espécie de barreira que dificulta imenso o sucesso de certos artistas (especialmente músicos) nos dois lados do Atlântico. Os Beatles, por exemplo, já tinham um sucesso tremendo na Europa quando finalmente começaram a ser aceites nos EUA. Na relação luso-brasileira parece existir igual fenómeno, ou pior. Não duvido que o Brasil tem um infindável lote de belíssimos músicos, também Portugal à sua escala tem valiosos talentos. Porém, dá-se essa dificuldade já aludida de transpôr o oceano.
Não sei explicar porque razão isso acontece. No meu caso, assim de repente, não me consigo lembrar de possuir qualquer cd de música brasileira. Gosto e aprecio o trabalho de Gabriel, o pensador; dos falecidos Mamonas Assassinas e é só (mas não o suficiente para comprar discos deles). Também já pude ouvir Titans, Paralamas do Sucesso e outros de que nem sequer o nome recordo. Não sei explicar, encontro-lhes o talento, mas... não me fazem vibrar. Será do sotaque, será do estilo ?
O mesmo acontece no sentido oposto, autênticos monstros da nossa música chegam ao Brasil e zero, não acontece nada. É a tal barreira.
Mas isso não me vai impedir, de quando entender, colocar aqui uns links ou umas dicas a respeito daquilo que considerar ser ponto interessante da música portuguesa (quem diz música diz outras artes), sem no entanto considerar que estou a querer ensinar nada a ninguém ou esperar que quem não é português goste do mesmo que eu. É a tal barreira: é natural.

17.1.02

As pequenas diferenças
Ao ler os blogs brasileiros são curiosas as pequenas diferenças, no dia a dia, que se percebem. Por exemplo, recordo-me de uma rapariga ter dito que tinha ficado assustadíssima e pensado que ia ser assaltada, porque um pedinte se aproximou dela quando estava parada num semáforo com a janela do carro aberta. É impensável aqui em Portugal alguém viajar de carro com a janela fechada no Verão, em pleno dia, por ter medo de ser assaltado. Simplesmente isso aqui não acontece. Um país assim não servia para mim.
Claro que este "Pão com Manteiga na chapa" não tem nada a ver com o "nosso" " Pão com Manteiga". O nosso é Português, o outro é Brasileiro.
Tenho passado algum tempo a ler blogs. É um mundo vasto que desconhecia. Curioso como em Portugal, não existem blogs. Quer dizer, pelo menos que eu conheça.
Dos blogs que li recentemente, não houve assim nada que me tivesse despertado muito interesse. Continuo a visitar sempre que posso o picceu, depois há um outro engraçado o [ô]zex. Visitei um outro Blog, chamado "Pão com Manteiga na chapa". Hehehehe vocês lembram-se do "Pão com Manteiga" ? Sim, aquele programa de rádio que dava ao fim de semana, apresentado pelo Carlos Cruz. Céus, como eu adorava aquele programa. Obviamente comprei os dois livros que saíram com os textos do "Pão com Manteiga", que aliás guardo ainda como preciosidades.

16.1.02

Novo Blog
Imagina só, eu sem tempo e resolvi começar outro blog para além deste. Quer dizer, já não me bastava ter uma página pessoal que actualizo cada vez menos, este blog aqui e comecei outro. Ah, mas no outro eu tou a gozar como o caraças. Quê ? O endereço ? Ah, um dia depois eu digo. :)))

9.1.02

Não te cures não
Agora é isto: "sorry, publishing is temporarily unavailable". Ó pá isso comigo não gruda, se esta merda continua assim vou passar esta porra de blog para o sapo ou coisa que o valha. Assim é que não.
Adornar isto aqui
Um dia destes tenho de perder um bocado a apaneleirar um pouquinho aqui o blog. As coisas do costume: uns links, um contador, etc.
O meu primeiro link vai ser para o blog do Iberê . Vou lá lê-lo quase todos os dias e acho um piadão.
Problemas
Normalmente os nossos problemas são os problemas de toda a gente: dinheiro, emprego, saúde, amor, coisas assim. A mim, agora o que mais me chateia é a falta de tempo e a falta de liberdade para fazer o que quero e me apetece. Sempre lutei por isto. Tou aqui tou-me a passar e olha que nem falei no maior problema de todos. Obviamente, sexo.

5.1.02

Euro
Tou farto de ouvir falar em Euros. Dassss, dantes as senhoras comentavam a novela, cortavam na vizinha. Os homens falavam de futebol e de sexo. Agora só se fala de Euros. Grrrrrrrrrrrrrrr tou farto, tirem-me deste filme.

2.1.02

Janeiro
Janeiro é um mês lixado. No começo de mais um ano, Janeiro é o mês da ronha, assim uma espécie de segunda feira ampliada em 31 dias. Não apetece fazer nada em Janeiro, é um mês que nem devia existir, passava-se logo para Fevereiro e pronto. Até para escrever aqui na porra do blog me custam a sair as ideias e garanto que não é do frio. Ok, pedimos desculpa por esta interrupção o blog segue dentro de momentos.
Loading...